Desabamento em boate deixa 2 mortos e 16 feridos na Coreia do Sul

Um desabamento atingiu na madrugada deste sábado (27) uma boate de dois andares na cidade de Gwangiu, na Coréia do Sul, causando a morte de duas pessoas e deixando outras 16 feridas. As causas do acidente ainda são desconhecidas, mas já estão sendo apuradas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o acidente aconteceu quando atletas participavam de um evento de natação. Ao todo, 100 pessoas estavam no segundo andar do prédio quando ele desabou.

Boate Coyote Ugly, em Gwangiu, na Coréia do Sul — Foto: Antonio Bronic/Reuters

Informações preliminares revelam que os atletas participavam de uma festa em comemoração ao Mundial de Natação que ocorre na cidade de Gwangiu.

A Boate Coyote Ugly estava lotada e estava com a documentação em dia. As autoridades locais acreditam que o desabamento ocorreu devido ao excesso de peso.

Equipes de resgate, formadas por policiais, bombeiros e paramédicos foram mobilizadas e enviadas para o local. Os corpos das duas vítimas fatais, dois sul-coreanos de 27 e 38 anos, que não participavam do Mundial de Natação, foram resgatados e levados para o necrotério da cidade.

Dos 16 feridos, 10 são estrangeiros e oito são atletas que iriam participar do evento esportivo. Das vítimas, três são norte-americanos, dois neozelandeses, um holandês, um brasileiro e um italiano.

O desabamento do andar superior da boate deixou 2 mortos e 16 feridos – Foto: Shin Dae-hee/Newsis via AP

Entre os feridos está a jogadora de polo Kaleigh Gilchrist, uma cidadã norte-americana. A embaixada dos Estados Unidos (EUA) em Seul, capital da Coréia do Sul, já foi comunicada sobre o acidente.

Em nota, a organização do evento World Swimming 2019, disse que “a maioria dos atletas presentes na festa no momento do acidente voltou sã e salva à aldeia dos atletas depois de ser examinada no hospital”.

Dois oito atletas feridos, sete tiveram lesões leves. A jogadora de polo Kaleigh Gilchrist permanece internada em estado estável.

A Federação de Polo Aquático dos EUA divulgou um comunicado oficial à imprensa informando que a atleta Kaleigh Gilchrist foi submetida a uma cirurgia no Hospital de Gwangiu, devido a um corte profundo na perna esquerda. Outros dois atletas norte-americanos de polo aquático, Paige Hauschild e Johnny Hooper, tiveram apenas cortes nos braços e mãos e tiveram que receber alguns pontos nos ferimentos.

A estrutura pode ter desabado devido ao excesso de peso — Foto: Yonhap/Via Reuters

Já o técnico da Seleção Brasileira de Polo Aquático, Rick Azevedo, disse em entrevista coletiva, que alguns jogadores brasileiros estavam na boate e que eles tiveram apenas ferimentos leves.

As autoridades sul-coreanas estão investigando o que pode ter causado o desabamento e avaliam na possibilidade de colapso do andar em decorrência do excesso de peso. Testemunhas disseram que havia cerca de 100 pessoas no andar de cima do prédio onde funciona a boate.

A polícia sul-coreana abriu uma investigação para apurar as causas do desabamento e não descarta a possibilidade de abrir processos contra o dono do estabelecimento por homicídios

O incidente acontece um dia antes do fim do Campeonato Mundial de Polo Aquático, que acontece no país. Várias cidades sul-coreanas estão repletas de atletas e turistas.

Com informações das Agências Reuters e France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo