Incêndios florestais atingem Portugal e Espanha

A onda de calor que está atingindo grande parte da Europa pode ter provocado os incêndios, que podem se alastrar para outros países.

Incêndios florestais atingem Portugal e Espanha – Foto: Reuters

Uma série de incêndios florestais está atingindo desde sábado (20) a Espanha e Portugal e já deixou pelo menos 20 pessoas feridas na Região de Castelo Branco, uma região montanhosa no Centro de Portugal. Entre os feridos estão oito bombeiros.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as fortes rajadas de vento estão alastrando as chamas, que podem seguir em direção a outros países da Europa.

Ao todo, mil bombeiros portugueses estão atuando no combate às chamas, que ainda permanecem fora de controle. Os bombeiros contam com a ajuda de 245 veículos e 13 helicópteros e aeronaves.

A Defesa Civil de Portugal mobilizou equipes para socorrer possíveis vítimas e retirar moradores que se encontram cercados pelas chamas.

A onda de calor e o clima seco favorece o aparecimento de novo focos de incêndio em Portugal – Foto: Divulgação

O Ministério do Interior de Portugal divulgou um relatório à imprensa no qual afirma que 20 pessoas ficaram feridas na Região de Castelo Branco, incluindo oito bombeiros e 12 civis. Um civil ficou gravemente ferido, com queimaduras de segundo e terceiro graus, tendo ele sido levado a um hospital de Lisboa de helicóptero.

Por telefone, o ministro do Interior de Portugal, Eduardo Cabrita, disse que os incêndios no país estão controlados e que apenas um foco em Vila de Rei permanece ativo.

A origem dos incêndios está sob investigação (…) há algo estranho, como cinco incêndios significativos começam em áreas tão próximas?”, disse Eduardo Cabrita, suspeitando de um possível incêndio criminoso.

Incêndios florestais atingem Portugal e Espanha e deixam 20 pessoas feridas – Foto: Reuters

Neste momento chega à redação do Campo Grande Notícias, a informação de que nenhum vilarejo precisou ser evacuado em Portugal, mas a Defesa Civil continua de prontidão, podendo determinar a retirada de moradores a qualquer momento, caso haja necessidade.

O Estado-Maior do Exército de Portugal instalou na manhã deste domingo (21) uma cozinha de campanha em Vila de Rei, com o objetivo de alimentar até 600 pessoas, principalmente bombeiros e voluntários que participam do combate às chamas.

O Exército também enviou 20 militares e quatro veículos para “abrir caminhos e facilitar a chegada dos bombeiros em áreas tomadas pelas chamas”.

Ao todo, cinco regiões no Centro e no Sul de Portugal permanece em estado de alerta máximo para incêndio, principalmente devido a onda de calor, a seca e as fortes rajadas de vento. As altas temperaturas que atingem a Europa fazem que os incêndios florestais se tornem uma realidade na região.

Incêndios florestais atingem Portugal e Espanha e deixam 20 pessoas feridas – Foto: Reuters

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo