Explosão atinge prédios em Viena e deixa 11 feridos

Uma forte explosão, provavelmente causado por vazamento de gás, atingiu nesta quarta-feira (26) dois prédios em Viena, capital da Áustria, deixando pelo menos duas pessoas gravemente feridas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as explosões atingiram principalmente dois prédios residenciais, fazendo com que vários andares desabassem. Vários apartamentos foram atingidos.

Por sorte, muitos moradores não estavam nos respectivos apartamentos no momento da explosão. Os dois prédios, além de outros próximos, foram rapidamente esvaziados e a área foi isolada e cercada.

Equipes de emergência, policiais, bombeiros e paramédicos foram mobilizados e enviados para o local. A prioridade foi retirar os moradores e socorrer os feridos.

Explosão atinge prédio residencial em Viena, na Áustria e deixa pelo menos 11 feridos – Foto: Erich Ulrich / Reuters

Neste momento chega a redação do Campo Grande Notícias, a informação de que 42 moradores foram afetados e que 11 ficaram feridos, sendo dois em estado grave.

O porta-voz da polícia de Viena, Harald Sörös, disse em entrevista coletiva que 10 pessoas tiveram apenas ferimentos leves e, que após terem sido socorridas e medicadas, foram liberadas.

Ainda de acordo com Harald Sörös, 22 apartamentos ficaram seriamente danificados e não poderão ser novamente habitados.

Um jornal local informou que a explosão pode ter acontecido em um apartamento que fica no 5º andar. A informação, no entanto, não foi oficialmente confirmada pela polícia.

Testemunhas disseram que logo após a explosão uma enorme cratera se abriu em frente a um dos prédios. O tremor de terra foi sentido a mais de 100 metros do local da explosão.

Os prédios atingidos ficam localizados na Rua Pressgasse, no Distrito de Wieden, próximo ao Centro da cidade. As vias públicas foram totalmente interditadas, inclusive algumas próximas.

A Polícia de Viena pediu aos motoristas e pedestres que evitem transitar pela região e que não compartilhem fotos e/ou vídeos da tragédia, em respeito às vítimas.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo