Top Circo encerra projeto com duas apresentações em escola

“Temporadas no Picadeiro Mágico Top Circo” levou apresentações gratuitas para bairros da periferia de Campo Grande por quatro meses

Durante quatro meses o Top Circo levou alegria com apresentações gratuitas por bairros da periferia Campo Grande com o projeto “Temporadas no Picadeiro Mágico Top Circo”. Nesta quarta-feira (26), às 10h e às 16h, acontecem as duas últimas apresentações na Escola Municipal Professor Licurgo de Oliveira Bastos, na Vila Nasser.

O projeto foi contemplado com recurso do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais), oriundo da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da SECTUR (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo).

Foto: Divulgação

O projeto teve como objetivo levar para bairros da periferia da Capital a arte circense com apresentações gratuitas, fazendo com que os moradores destes locais tivessem a oportunidade de estar em contato com a cultura sem precisar se deslocar para a região central da cidade.

“Itinerando por diferentes regiões de Campo Grande promovemos acesso e oportunidades para a população que vive na periferia da cidade, já que na maioria dos casos as famílias têm uma renda financeira pequena e grande dificuldade para fruir os bens culturais”, afirma Hugo Perez, um dos fundadores do Top Circo.

Foram quatro meses de apresentações, que começaram em março, no Dom Antônio Barbosa, depois o circo foi para o Jardim Colorado em abril, para o Portal Caiobá em maio e finalizou na Vila Nasser durante o mês de junho. Cada bairro recebeu 10 sessões gratuitas.

Foto: Divulgação

Muitas crianças foram pela primeira vez ao circo através do projeto. “Nunca tinha ido, foi especial e mágico para mim. Vim umas quatro vezes aqui, gostei bastante dos palhaços”, pontua o pequeno Caio da Silva Rodrigues, de 9 anos, morador do Jardim Colorado.

No Caiobá, diversas famílias acompanharam os espetáculos. “Saí do serviço e eles estavam loucos para vir ao circo, então aproveitei que amanhã estou de folga e vim trazê-los. É a primeira vez que vieram ao circo e gostaram muito”, frisa a doméstica Cátia Oliveira dos Santos, que estava com os filhos de 11, 8 e 4 anos.

História

O Top Circo é o único circo de lona itinerante de Mato Grosso do Sul ainda ativo. A família Perez tem artistas circenses há pelo menos 4 gerações, por isso as 4 temporadas do projeto.

Ele foi criado, como Circo Real Pantanal ainda na década de 1950 e perdura desde então. “Este projeto é importante tanto para preservar a história da minha família, quanto para não deixar a cultura circense morrer. É muito bom ter o resgate de nossa cultura e compartilhá-la com o público sul-mato-grossense”, garante Hugo.

Foto: Divulgação

Dedé Santana

Na sexta-feira (28), às 20h o artista e palhaço Dedé Santana irá até a lona do Top Circo para se apresentar. Na ocasião, o ingresso custará R$ 10. Assim como os membros do Top Circo, Dedé é de família circense e começou a se apresentar com apenas três meses de idade, ao lado da mãe.

Desde então não parou mais. No picadeiro, ele já foi palhaço, acrobata, trapezista, domador e já chegou a fazer até o “Globo da Morte”. Na década de 70 ficou famoso ao integrar o elenco do programa televisivo “Os Trapalhões”, ao lado de Didi, Zacarias e Mussum. Eles também estrelaram diversos filmes. Em 2018, fez uma parceria com a Maurício de Sousa Produções para criar o circo da Turma da Mônica.

Serviço: A lona do Topo Circo está montada na rua Tenente Lira, Vila Nasser, em frente ao número 851.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo