Durante cinco dias, Campo Grande será a Capital da palhaçaria com a Pantallhaços

7ª edição do festival acontece de 3 a 7 de julho com apresentações por diversos lugares da cidade

Campo Grande será tomada de alegria entre 3 e 7 de julho com a VII Pantalhaços – Mostra de Palhaços do Pantanal. No festival, o palhaço sai do picadeiro e ganha as ruas, escolas e teatros da Cidade Morena se tornando o protagonista dos 19 espetáculos que serão apresentados gratuitamente.

A mostra é organizada pelo Circo do Mato em conjunto com a cia. de teatro Flor e Espinho. O projeto foi contemplado com recurso do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais), oriundo da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da SECTUR (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo).

VII Pantalhaços (Palhaça Brisa) – Foto: Junior Viegas

Com a Pantalhaços, Campo Grande se insere no circuito internacional dos festivais de palhaçaria. “A cidade ganha mais alegria, mais diversidade cultural, além de configurar para a sociedade como um todo numa oportunidade de verem grandes mestres de renome internacional”, aponta Anderson Lima, um dos organizadores do evento e diretor da cia. de teatro Flor e Espinho.

Escolas municipais, teatro de arena da Orla Morena, Circo do Mato, Teatral Grupo de Risco e o Centro Cultural José Octávio Guizzo serão os palcos para que os palhaços daqui, de outros estados e até da Argentina divirtam a todos.

Se apresentam: Cia Arte Negus, Palhaço Nito, Top Circo, Circo Le Chapeau e Palhaço Gabinete, de Mato Grosso do Sul; Rainhas do Radiador, La Cascata Cia Cômica, Ésio Magalhães, As Inigualáveis Irmãs Cola, Cia Suno e Seres de Luz Teatro, de São Paulo; Palhaça Brisa, de Minas Gerais; Circo Teatro Artetude, do Distrito Federal; Teatro Lá nos Fundos, de Santa Catarina; João Lima, da Bahia; Tropa Trupe, do Rio Grande do Norte; Trupe Arlequim, da Paraíba; e Maku e Tomate Clown da Argentina. (Confira a programação abaixo)

Com a vinda desses artistas para Campo Grande, a cidade vira um verdadeiro celeiro cultural. O contato com eles é interessante tanto para os artistas locais, quanto para o público. “Acreditamos muito em troca, assim ganham os artistas que estão vindo, os artistas da cidade, quem for assistir e até nós que estamos organizando a mostra”, frisa Mauro Guimarães, diretor do Circo do Mato e um dos organizadores do festival.

VII Pantalhaços (Palhaço Klaus) – Foto: Divulgação

Palhaçaria feminina

Na Pantalhaços do ano passado, aconteceu uma mesa de debate sobre palhaçaria feminina. Para a edição deste ano, várias palhaças foram convidadas para se apresentar. “Estamos abrindo mais para a palhaçaria feminina, achamos importante e elas são muitas. Teremos espetáculos de mulheres com alto nível que se inscreveram este ano, algo que foi muito relevante para a escolha da curadoria”, pontua Anderson.

Oficinas

Antes e durante o evento ainda acontecem cinco oficinas: A Arte de Ser Palhaço, com João Lima; Segurança no Circo, com Diego Ferreira; Escultura com balões, com Tomate; Vivência de Palhaço, com Duba Becker e Helena Figueira; e Partitura Física, com Maku.

A oficina A Arte de Ser Palhaço e Segurança no Circo já estão com as inscrições encerradas, mas para as outras o interessado deve enviar e-mail para oficinapantalhaco@gmail.com. No campo Assunto, deve estar escrito: INSCRIÇÃO OFICINA (mencionar o nome da oficina escolhida. No corpo do e-mail deve ter: nome completo, data de nascimento, CPF, contato celular/whatsapp e breve histórico de experiências na área, se tiver.

Os selecionados serão divulgados no dia 29 de junho e para participar devem pagar uma taxa de R$ 20. Mais informações das oficinas no site da Pantalhaços ou na página do Facebook.

VII Pantalhaços (Maku) – Foto: Divulgação

Programação

4ª feira (3 de julho)

13h
Mesa – Processos Criativos

Circo do Mato

16h
Ambulante
Arte Negus (MS)

ETI Iracema Maria Vicente

17h
Picadeiro Mágico – Top Circo (MS)

Local a confirmar

19h
A Andarilha

Rainhas do Radiador (SP)

Centro Cultural José Octávio Guizzo

20h

O Circo de Um Homem Só

João Lima (BA)

Centro Cultural José Octávio Guizzo

5ª feira (4 de julho)

13h
Mesa – Estética e Política

Circo do Mato

16h
Piruá de Circo

Tropa Trupe (RN)

EMEI Cordeirinho de Jesus

18h
Palhasseata
Orla Morena

19h
Clov’s o Internacionável

Teatro Lá Nos Fundos (SC)

Teatro de Arena Orla Morena

20h
Cola Show

As Inigualáveis Irmãs Cola (SP)

Teatro de Arena Orla Morena

22h
Travessias
Seres de Luz Teatro (SP)

Teatral Grupo de Risco

6ª feira (5 de julho)

13h
Mesa – Riso Pra Quê?

Circo do Mato

18h
Compilação Suno

Cia Suno (SP)

Orla Morena

19h
Brisa’s Beach

Palhaç Brisa (MG)

Orla Morena

20h
Tomate, Puro Tomate

Tomate Clown (ARG)

Orla Morena

22h
Animo Festas

La Cascata Cia Cômica (SP)

Teatral Grupo de Risco

Sábado (6 de julho)

11h
Tremde Doido

Palhaço Gabinete

Centro Cultural José Octávio Guizzo

11h30
Tradicional Pocket Show

Circo Le Chapeau (MS)

Centro Cultural José Octávio Guizzo

19h
Circo do Só Eu

Esio Magalhães Barracão de Teatro (SP)

Orla Morena

20h
Metro y Medio

Maku (ARG)

Orla Morena

21h
Cabaré de Palhaç@s

Orla Morena

Domingo (7 de julho)

18h
Delírios de Nito e Outros Devaneios

Palhaço Nito

Orla Morena

19h
Xulé a La Carte

Trupe Arlequin (PB)

Orla Morena

20h
Circo dos Irmãos Saúde

Teatro Artetude (DF)

Orla Morena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo