Rio Verde, futuro polo de investimentos

O município de Rio Verde de Mato Grosso (MS) está se tornando futuro polo de investimentos

Fotos: Divulgação

Rio Verde é considerada uma das cidades mais agradáveis do estado, e vem se consolidado no cenário econômico da região norte do estado e gradativamente recebendo investimentos de empresas, de vários segmentos, que propiciam um futuro promissor.

GRANJA MULTIPLICADORA DE SUÍNOS (R$ 49,9 MILHÕES) – Com o recurso do FCO a cooperativa vai adquirir 5 mil matrizes (avós e bisavós) e 35 machos para diagnóstico de cio, para produzir nos próximos anos 19.136 mil suínos terminados, 40.040 leitoas para reprodução e 80.808 leitões com 23 kg para terminação. A área em Rio Verde foi escolhida atendendo questões sanitárias.

PROJETO SUINOCULTURA BIODIGESTORES (R$ 6 MILHÕES) – O projeto prevê um investimento na ordem de mais de 6 milhões de reais, distribuídos entre capital de giro, investimentos em estrutura física e de logística, além das matrizes que irão proporcionar a produção propriamente dita.

Fotos: Divulgação

GRUPO GUARUJÁ – O grupo Guarujá possui fazenda em Rio Verde (MS), na região do Morro da Cruz, voltado para pecuária, onde está construindo um megaprojeto de confinamento. Conforme informações, o sistema desenvolvido na unidade em Rio Verde, só existem quatro no mundo, e Rio Verde tem o privilégio do grupo fazer esse investimento no município. A projeção é para é de 40 mil cabeças de gado, com a expectativa de chegar a mais além.

SICREDI, cujo prédio foi inaugurado recentemente com linhas futuristas, localiza-se na Avenida Barão do Rio Branco, 240 – Praça das Américas no centro da cidade.

Há mais de trinta anos com o encerramento das agências do Itaú e Caixa Econômica Federal, esta é a primeira agência bancária que veio para a cidade e com certeza contribui para a retomada do desenvolvimento, já que o município possui matrizes econômicas com potencial, com destaque para a indústria cerâmica, turismo e o agronegócio.

Fotos: Divulgação

ASFALTO NA BR 419 (R$ 120 MILHÕES) – Interligando Rio Verde até Aquidauana, integra a Rota Bioceânica, QUE INTERLIGARÁ O BRASIL AO OCEANO PACÍFICO.

A inclusão de nossa região numa rota que liga as pontas de produção e consumo mundiais;

2-A inclusão de Rio Verde e região num dos principais eixos da rota bioceânica, representará uma alternativa aos grandes produtores nacionais  de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará, para o escoamento de sua produção de carne e grãos pelo Oceano Pacífico, pois ela encurtará a ligação com a Ásia (principal mercado consumidor de nossa produção) em 7 mil km, em 10 dias e reduzirá em 50% o custo de frete; 3-A aproximação de municípios que tem na matriz pantaneira a base de suas identidades culturais, mas que hoje estão distantes por uma questão de logística.

Fotos: Divulgação

Em relação à realidade local teremos como possíveis ações que nos impactarão:

1-A valorização de imóveis rurais e urbanos do Município de Rio Verde;

2-o acesso facilitado à região pantaneira e a consequente integração/dinamização das atividades econômicas, sociais e culturais nessa região pelo aperfeiçoamento da logística que será muito melhorada;

ASFALTO NA MS 427 E CICLOVIA, (R$ 7 MILHÕES) – Uma das principais regiões de turismo de contemplação e lazer de Rio Verde, a CICLOVIA QUE MARGEIA OS balneários que integram as cachoeiras do Rio Verde, foi potencializada pelo Governo do Estado com a obra de restauração de 7,8 quilômetros da MS-437, estrada que dá acesso a estes atrativos e com a construção de uma das ciclovias mais lindas do estado.

CASAS BAHIA- A rede Casas Bahia está com planos de expansão para o Mato Grosso do Sul em 2019. Até o começo do segundo semestre a marca deverá inaugurar um total de cinco novas lojas no estado e uma delas será em Rio Verde de Mato Grosso, que vai abrigar mais uma filial da bandeira.

Fotos: Divulgação

AGRICULTURA EM EXPANSÃO– Áreas que sempre tiveram a pecuária como principal atividade econômica, agora despertam para a agricultura.

Quem diria que veríamos carretas carregadas de soja, colheitadeiras com computador a bordo, tratores de primeira linha cultivando o solo e aviões pulverizadores estariam fazendo sobrevoo em plantações de soja em Rio Verde.

O crescimento dessas áreas cultivada em Rio Verde, mostra o potencial de expansão da agricultura no município e tem motivado os agricultores a investir em tecnologia para atingir bons índices de produtividade.

Fotos: Divulgação

PECUÁRIA– Embora a agricultura esteja ganhando espaço gradativamente, a pecuária, não vem perdendo espaço, com os pecuaristas investindo mais na reforma dos pastos e contribuindo também para o agronegócio do município.

O município de Rio Verde que também é um dos principais produtores na pecuária no Mato Grosso do Sul, com cerca de 600 mil cabeças.

Fotos: Divulgação

Produção de Carne Orgânica Em RIO VERDE Ganha Destaque Em Nível Internacional- Da Fazenda Santa Fé Do Corixinho, Município De Rio Verde, A Pouco Mais De 200 Quilômetros De Campo Grande, Em Mato Grosso Do Sul, 500 Bois Saíram Para O Abate No Ano Passado. Cerca De Um Terço Desses Animais, Porém, Teve Um Destino Diferente. Isso Porque Eles Foram Criados Num Sistema Orgânico De Produção: Livres De Antibióticos, Hormônios Sintéticos, Ração À Base De Grãos Transgênicos E Pastagens Tratadas Quimicamente — Seja Com Adubos, Seja Com Herbicidas — Durante A Maior Parte Da Vida. Em Seu Cardápio Só Entraram Pasto Natural, Grãos Livres De Transgenia E Probióticos (Bactérias Benéficas À Saúde Dos Animais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo