Fundador da Orquestra Moderna recebe prêmio em São Paulo, com projeto de inclusão musical a jovens surdos

Daniel Valeriano fica emocionado ao receber prêmio.

Foto: Divulgação

Na última sexta-feira, 25 de janeiro (aniversário de São Paulo), Daniel Valeriano, fundador da Orquestra Moderna, recebeu das mãos do Maestro João Carlos Martins, o Prêmio Cidadão SP 2018. O evento, que aconteceu na Biblioteca Mario de Andrade, é considerado um dos mais importantes pelo reconhecimento a quem faz a diferença na capital paulista, com repercussões em todo o Brasil.

Daniel Valeriano foi premiado na categoria saúde por seu projeto com jovens surdos na Orquestra Moderna. O projeto surgiu com o propósito de tornar a música clássica acessível para todos. Em 2018, o grupo realizou um concerto com 20 adolescentes com deficiência auditiva no auditório do MASP e foi um sucesso. Outras apresentações estão sendo agendadas em 2019.

“Eu fiquei muito lisonjeado com reconhecimento deste prêmio. Essa noite foi muito especial para mim e tenho certeza que para todos que participam do projeto também”, conta Valeriano.

Durante a premiação, a Orquestra Moderna realizou uma apresentação que emocionou o público presente. O Prêmio Cidadão SP foi promovido pelo ReciproCidade, o projeto conduzido é pelo jornalista Gilberto Dimenstein, com o fator Talento – uma parceria da Catraca Livre com o Banco Fator.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo