Colisão entre aeronaves deixa mortos e desparecidos no Norte da Itália

Um avião de pequeno porte colidiu na manhã desta sexta-feira (25/01) com um helicóptero na Região do Vale d’Aosta, no Norte da Itália, causando a morte de pelo menos cinco pessoas e deixando outras duas feridas. Há pelo menos dois desparecidos.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as causas do acidente aéreo ainda são oficialmente desconhecidas, mas já estão sendo apuradas pela Agência Nacional de Segurança de Voo (ANSV) da Itália.

Colisão entre helicóptero e avião deixa 5 mortos e 2 feridos no Norte da Itália – Foto: Soccorso Alpino e Speleologico via AP

O jornal italiano ‘Corriere dela sera’ informou que entre as vítimas estão suíços, franceses, alemães e italianos. As identidades dos mortos não foram divulgadas, mas já se sabe que um cidadão alemão estaria entre eles.

Informações preliminares revelam que o alemão trabalhava como guia turístico de montanha e que um italiano estava pilotando o helicóptero.

Equipes de emergência foram acionadas e enviadas para o local do acidente. Os feridos foram socorridos e encaminhados a um hospital da região.

As buscas pelos desaparecidos foram suspensas na noite de hoje e devem ser retomadas na manhã deste sábado (16/01).

As autoridades militares italianas acreditam que o choque entre as duas aeronaves tenha ocorrido a cerca de três mil metros de altitude, uma altura baixa, considerando-se a região montanhosa onde ocorreu a tragédia.

Já o jornal italiano ‘La República’ disse que o avião de pequeno porte saiu de uma cidade francesa próxima à fronteira entre os dois países. As autoridades italianas não encontraram um plano de voo que indique o trajeto da aeronave.

Acredita-se que o piloto do avião tenha cruzado a fronteira com o objetivo de pousar na Geleira de Rutor, local onde as aeronaves caíram. A geleira é um destino muito popular para montanhistas e esquiadores.

A Agência Nacional de Segurança de Voo (ANSV) determinou a abertura de um inquérito para apurar as causas do acidente e, se possível, indicar o responsável pelo mesmo.

Com informações das Agências France Presse e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo