Placa do Mercosul é adiada pela quinta vez

Contran anuncia um novo prazo: 30 de junho de 2019

Placa no padrão Mercosul (Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo)

Placa no padrão Mercosul (Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo)

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta sexta-feira (28) um novo prazo para a implementação das placas do Mercosul: 30 de junho de 2019. Esta é a quinta vez que a data é adiada.

Até então, as placas no padrão Mercosul deveriam começar a ser utilizadas em todo o Brasil até o final deste ano. Em dezembro, foi divulgado no Diário Oficial da União um cronograma com os novos prazos para aderir ao formato divulgado, mas o prazo foi novamente adiado.

Além da mudança de data, o Contran divulgou que as novas placas só serão obrigatórias para o primeiro emplacamento e, para quem tiver a placa antiga, no caso da troca de município ou propriedade.

Inicialmente, a Resolução nº 510, de 27 de novembro de 2014 determinava que o uso dessa nova identificação deveria entrar em vigor ainda em 2016. No entanto, em abril de 2015, o Contran adiou a medida pela primeira vez. O prazo havia sido prolongado para janeiro de 2017. Desde então, outras quatro mudanças de data foram noticiadas.

Vale lembrar que, em novembro, outra mudança importante aconteceu: o Denatran decidiu tirar os brasões e diminuir a largura da placa. Em nota, o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) Maurício José Alves Pereira afirmou que isso facilitaria na hora de fazer transferência de município ou propriedade, por exemplo, o que economiza tempo e dinheiro.

Um Comentário sobre “Placa do Mercosul é adiada pela quinta vez”

  1. vando disse:

    Isso é um tapa na cara do povo Brasileiro, Kit primeiro socorro, engate, extintor, não sabem mais o que inventar para arrancar o suor do povo, com tantos pedágios e radares, a nação não quer colorir seus veículos e devem ser respeitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo