PRF apreende R$ 90 mil em rodovia próxima a Poconé (MT)

Foto: PRF/MT – Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso divulgou na tarde desta sexta-feira (05/10), a informação de que policiais da corporação conseguiram apreender na Rodovia BR-070, nas proximidades do município de Poconé, a 104 km de distância de Cuiabá, capital do Estado, cerca de R$ 90 mil em espécie, que estavam sendo transportadas no porta-malas de um carro. Duas pessoas foram presas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MT, a apreensão do dinheiro e a prisão dos suspeitos aconteceram na noite desta quinta-feira (04/10), por volta das 20h35min (horário de Brasília), no KM 560 da rodovia, durante uma fiscalização de rotina.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, os policiais faziam uma blitz na rodovia quando avistaram um carro modelo Volkswagen Gol, na cor prata, com dois ocupantes, e sinalizaram para que o motorista parasse o veículo.

Os documentos do motorista, do passageiro e os do veículo foram checados e estavam aparentemente em ordem. O passageiro se mostrou excessivamente nervoso e ambos foram convidados a descer do carro.

Os policiais vistoriaram o veículo e encontram no porta-malas caixas contendo cerca de R$ 90 mil. Em depoimento, o motorista disse que o dinheiro seria usado para pagar pessoas que estavam trabalhando como cabos eleitorais de um candidato.

Os suspeitos, juntamente com o dinheiro e o veículo, foram levados para a sede da Polícia Federal em Cuiabá, onde todas as providências cabíveis ao caso estão sendo tomadas.

Em depoimento, o passageiro que estava no veículo disse que o dinheiro era de uma venda de uma motocicleta.

Para a PRF, a situação se caracteriza como crime previsto no Artigo 299 do Código Penal, que diz: “omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante”.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo