Avião com passageiros doentes é colocado em quarentena em Nova York (EUA)

Os passageiros e tripulantes que não apresentam os sintomas também estão impedidos de deixar a aeronave

Um avião comercial da Empresa Emirates Airlines foi colocado em quarentena na manhã desta quarta-feira (05/09) no Aeroporto Internacional JFK, em Nova York, nos Estados Unidos (EUA). Todos os passageiros e tripulantes estão impedidos de deixar a aeronave.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, a decisão das autoridades norte-americanas em colocar a aeronave em quarentena ocorreu depois que o piloto informou a torre de controle do aeroporto que 10 passageiros haviam ficado doentes, e solicitou autorização para realizar um pouso de emergência.

Imagem de dentro de um avião mostra a chegada das ambulâncias e das equipes de emergência no Aeroporto de Nova York (EUA) – Foto: Larry Coben / Via Reuters

Os controladores de voo autorizaram o pouso de emergência em uma pista afastada e imediatamente avisaram o FBI e as autoridades médicas, que determinaram que a aeronave fosse colocada em quarentena e que todos fossem impedidos de desembarcar.

A Companhia Aérea Emirates Airlines confirmou em sua página no Twitter, que 10 passageiros ficaram doentes, mas não revelou o que poderia ter causado o mal-estar, podendo ser um caso de intoxicação alimentar.

Equipes médicas estão analisando a comida servida no avião, mas ainda não estão atendendo os passageiros doentes.

A aeronave encontra-se cercada por viaturas dos bombeiros, da polícia e do FBI. Uma equipe médica com roupas de proteção e máscaras devem entrar na aeronave nas próximas horas. Todos os doentes devem ser examinados e recebem atendimento médico.

Imagens divulgadas agora a pouco nas redes sociais mostram viaturas do Departamento de Bombeiros de Nova York e ambulâncias nas imediações do avião, que permanece isolado.

Segundo informações da Companhia Aérea Emirates Airlines, o avião, um Airbus A380, com capacidade para 500 passageiros, saiu de Dubai (Emirados Árabes Unidos) com destino a Nova York (EUA). O voo fez uma conexão em Meca, na Arábia Saudita, que passa por uma epidemia de gripe, e que poderia ser uma explicação plausível para a indisposição de alguns passageiros.

O Departamento de Saúde dos EUA, no entanto, não acredita que a epidemia de gripe na Arábia Saudita pode ter provocado o mal-estar nos passageiros, e continua investigando o caso.

Com informações das Agências Reuters e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo