Autoridades mantém alerta máximo no Havaí após terremoto e erupção de vulcão

Foto: Divulgação

As autoridades do Havaí informaram na tarde deste sábado (05/05) que a região permanece em estado de alerta máximo, em virtude do terremoto de 5,8 graus que atingiu a Ilha e, sobretudo, por causa da erupção do Vulcão Kilauea.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, centenas de pessoas tiveram que ser retiradas de suas casas, devido ao risco de desmoronamento e, principalmente, devido a ameaça da lava que jorra do vulcão.

A erupção do vulcão está provocando uma série de tremores de baixa intensidade, mas especialistas acreditam que os abalos podem ficar mais fortes nas próximas horas.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS – sigla em inglês) informou agora a pouco que um novo terremoto de magnitude de 6,9 graus na Escala Richter atingiu o Havaí na tarde de hoje, provocando mais danos a infraestrutura da ilha. Ainda não há informações sobre vítimas.

Lava sai de cratera do vulcão Kilauea, no Havaí – Foto: U.S. Geological Survey/AP

Testemunhas disseram que prédios balançaram em várias cidades e que fendas foram abertas no solo, por onde a lava quente está passando. As autoridades locais pediram aos moradores para deixar a região o mais breve possível e para não se aproximarem da lava.

Há relatos de que a lava está jorrando em direção a uma cidade, a qual está sendo evacuada. As autoridades pedem a todos que possuem carro para sair rapidamente da região.

Uma fonte policial do Havaí, que pediu para não ser identificado, disse que foram registrados saques em algumas regiões que foram evacuadas. A polícia está trabalhando para conter a onda de assaltos a residências e estabelecimentos comerciais.

A Agência de Defesa Civil do Condado do Havaí informou que emitiu um alerta devido fendas que foram abertas pelo terremoto, e por onde está passando a lava expelida pelo Vulcão Kilauea. O calor da lava quente pode chegar a 1.150 graus Celsius.

O Kilauea é um dos vulcões mais ativos do mundo, e um dos cincos na Ilha do Havaí. Tem estado ativo a cerca de 35 anos e rios de lava já cobriram cerca de 125 km².

As autoridades norte-americanas informaram agora a pouco que a Defesa Civil do Havaí registrou até o momento a destruição de duas casas na região. Não há registro de vítimas.

Com informações das Agências Reuters e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo