Motorista supostamente embriagado capota em bairro de Campo Grande (MS)

Foto: Corpo de Bombeiros/MS – Divulgação

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta segunda-feira (25/12), a informação de que policiais da corporação, juntamente com militares do Corpo de Bombeiros, foram acionados para atender a uma ocorrência de acidente na Rodovia BR-262, na Região do Indubrasil, em Campo Grande, capital do Estado.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o acidente aconteceu na tarde de domingo (24/12), por volta das 14h25min (horário de MS), e envolveu um veículo utilitário, tipo caminhonete, que estava sendo conduzido por um rapaz cuja identidade não foi revelada.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, o motorista da caminhonete modelo Hillux, com placas de Dourados (MS), seguia na Rodovia BR-262, sentido Terenos/Campo Grande, quando aparentemente perdeu o controle da direção, fazendo o veículo sair da pista, ‘invadir’ a pista contrária e capotar às margens da estrada.

Testemunhas disseram que o motorista estava em alta velocidade e que o veículo capotou por várias vezes, parando quando atingiu uma cerca de uma propriedade rural.

Equipes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram acionadas e rapidamente chegaram ao local. Os policiais militares e os bombeiros foram os primeiros a chegarem e encontram o motorista do lado de fora do veículo.

O condutor apresentava um corte na boca e exalava um forte odor etílico, característica de quem está embriagado. Ele foi socorrido e encaminhado a Santa Casa de Campo Grande, onde foi medicado e fez o teste de alcoolemia. O resultado do teste não foi divulgado.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros ficou no local do acidente até a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com o objetivo de preservar intacto o local do acidente.

A caminhonete ficou seriamente danificada, tendo uma parte do teto, a cabine, o para-brisas e o para-choque ficados totalmente destruídos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo