ASPI realiza mutirão de limpeza na Praia Brava de Itajaí

Mutirão Ecológico da ASPI faz limpeza no entorno da Lagoa do Cassino na praia Brava. Voluntários trabalharam pesado para retirar quase meia tonelada de lixo.

Voluntários trabalharam duas horas recolhendo o lixo – Fotos: Divulgação ASPI.

Mais uma etapa do projeto Mutirão de Limpeza das Praias de Itajaí promovido pela Associação de Surf Praias de Itajaí (ASPI) rolou neste domingo. Desta vez, o local escolhido para receber a ação de limpeza foi a Lagoa do Cassino, na praia Brava. Os mais de 30 voluntários retiraram quase meia tonelada de lixo do entorno da lagoa.

O mutirão faz parte do projeto de conscientização ambiental da ASPI que busca minimizar o impacto na natureza com estas ações. O projeto tem o apoio da marca catarinense Oceano Surfwear, através do Keep The Ocean Blue, que doa camisetas feitas de garrafas pets aos participantes e ajuda na orientação da preservação do meio ambiente. A próxima etapa do mutirão ainda não teve o local definido, mas deverá acontecer no mês de outubro.

A ação chamou a atenção de muitas pessoas que estavam caminhando pelas areias da praia Brava e resolveram ajudar na limpeza. Os moradores e turistas se aproximavam da barraca do evento e pegavam suas camisetas, luvas e sacos de lixo e saiam para fazer a coleta. Uma caçamba de 5 m³ foi enchida com muita bituca de cigarro, isopor, copos plásticos, sacos de gelo, garrafas plásticas e de vidro, roupas, lona, madeira entre outros. A decomposição do lixo deixado nas praias pode demorar muitos anos para ser concluída. A bituca de cigarro leva pelo menos cinco anos para se decompor, enquanto as latas de alumínio demoram entre 100 e 500 anos. As sacolas plásticas levam de 100 a 400 anos para sumirem. Já as garrafas de vidro um milhão de anos para se decompor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo