Incêndio e desabamento atingem edifício em Teerã (Irã) e mata 30 bombeiros

Edifício de 15 andares pega fogo em Teerã, no Irã, e desmorona em seguida, matando pelo menos 30 bombeiros – Fotos: Tasnim News Agency/Reuters

Um incêndio de grandes proporções, seguido por um desabamento, atingiu na manhã desta quinta-feira (19/01) um edifício de 15 andares em Teerã, capital do Irã, causando a morte de pelo menos 30 pessoas e deixando outras 40 feridas. Todos os mortos são bombeiros que estavam trabalhando no local.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as equipes de emergência e os bombeiros foram chamados assim que populares avistaram as primeiras chamas, e rapidamente chegaram ao prédio, que foi esvaziado. A área onde fica localizado o edifício foi isolada.

Cerca de 30 bombeiros entraram no prédio para combater o fogo e para retirar algum morador que ainda pudesse estar dentro de alguma sala. Após 45 minutos, no entanto, o edifício desabou, matando todos que estavam no local.

O desmoronamento feriu várias pessoas que estavam nas proximidades e muitas foram intoxicadas pela fumaça e poeira do desabamento. Os feridos foram socorridos e levados para hospitais da região.

Bombeiros iranianos combatiam as chamas quando o prédio desabou, soterrando cerca de 30 pessoas – Foto: STR/AFP

As causas do incêndio ainda são oficialmente desconhecidas, mas serão devidamente apuradas pelas autoridades do país. Não está descartada a possibilidade de ato terrorista, mas a princípio a polícia trabalha com a hipótese de curto-circuito.

As imagens do desabamento foram transmitidas ao vivo pela TV Pública do Irã e retransmitidas por emissoras de vários países. Os vídeos são chocantes e mostram bombeiros que sobreviveram a tragédia chorando por causa dos colegas mortos.

O edifício foi construído em 1962 por um empresário judeu, identificado como sendo Habibollah Elghanian, que depois da Revolução Islâmica, em 1979, foi preso e condenado à morte por supostos vínculos com Israel. Ele foi executado dias depois da condenação.

Bombeiros choram a morte de colegas no incêndio e desabamento de um prédio comercial em Teerã, capital do Irã, nesta quinta-feira (19/01) – Foto: Tasnim News Agency/Reuters

No prédio funcionava vários ateliês têxteis, tendo o edifício sido completamente esvaziado. Vários bombeiros, no entanto, estavam em seu interior controlando as chamas, quando houve o colapso da estrutura e o desmoronamento.

O porta-voz dos bombeiros, Jalal Maleki, disse em entrevista coletiva, que os comerciantes já haviam sido avisados do risco de incêndio, mas que simplesmente ignoraram as orientações e as normas de segurança, armazenando roupas nas escadas de acesso aos pavimentos.

Havíamos advertido várias vezes os responsáveis do edifício de que não era seguro”, disse Jalal Maleki.

Ele lamentou que os proprietários dos ateliês não tenham levado em conta as advertências.

Testemunhas disseram que o incêndio começou no 9º andar, e que se alastrou rapidamente atingindo até o 15º andar. Os bombeiros levaram cerca de quatro horas para controlar e apagar totalmente as chamas. Após, fizeram o trabalho de rescaldo.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo