Descarrilamento de trem deixa 4 mortos e 47 feridos no Noroeste da Espanha

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um trem com 60 passageiros descarrilou na manhã desta sexta-feira (09/09) próximo a cidade de Vigo, no Noroeste da Espanha, causando a morte de pelo menos 4 pessoas e deixando outras 47 feridas. As causas do acidente ainda são desconhecidas, mas já estão sendo investigadas.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o acidente aconteceu por volta das 09h30min (horário local), quando o trem estava na Estação de Porriño, a poucos quilômetros de distância de Vigo, nas proximidades da fronteira com Portugal.

Equipes de resgate e policiais já estão no local, que foi totalmente isolado. Apenas viaturas e ambulâncias podem ser aproximar da área do acidente.

As autoridades espanholas da Região de Galícia informaram que o trem fazia o trajeto entre as cidades de Vigo (Espanha) e Valença de Minho (Portugal) e que dois vagões descarrilaram, tendo um deles batido em um poste de energia elétrica, que ficou seriamente danificado.

Cabos de alta tensão caíram sobre os trilhos, que ficaram eletrificados. O fornecimento de energia elétrica na região foi suspenso, com o objetivo de permitir o resgate dos feridos.

Informações extraoficiais revelam que o maquinista é cidadão português, e que o trem pertencente a Empresa Comboios, de Portugal.

A Companhia Ferroviária da Espanha (Renfe) informou que 9 pessoas foram resgatadas apenas com ferimentos leves, e que após serem medicadas estão sendo liberadas. Todas, no entanto, estão tendo que prestar depoimentos.

Já a empresa pública que administra a Rede Ferroviária Espanhola, a Adif, anunciou que uma investigação para apurar as causas do acidente já foi aberta, tendo o mesmo ocorrido em uma linha praticamente reta, sem curvas e/ou desníveis.

O Sindicato de Maquinistas da Espanha (Semaf) informou que a via férrea onde ocorreu o acidente estava em perfeitas condições para a circulação de trens, e que deverá passar por uma manutenção antes de ser novamente liberada para o tráfego.

A Região da Galícia já havia sido palco de outro grave acidente ferroviário. Em julho de 2013, nas proximidades de Santiago de Compostela, um acidente com um trem causou a morte de 80 pessoas e deixou outras 144 feridas.

O acidente mais grave com trens ocorrido na Espanha, no entanto, aconteceu em 1944, quando um trem procedente da Espanha descarrilou e bateu violentamente contra um muro de concreto.

As autoridades constataram que na ocasião o trem entrou em uma curva a 179 km/h, tendo o maquinista perdido o controle, fazendo-o descarrilar.

Com informações das Agências France Presse e Reuter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo