Vulcão entra em erupção na Guatemala e lança cinzas a 4 mil metros de altura

Foto: Guatemala's National Seismological Institute/AP

Foto: Guatemala’s National Seismological Institute/AP

O Vulcão Santiaguito entrou em erupção na manhã desta quinta-feira (18/08) na Guatemala, lançando fumaça e cinzas a 4 mil metros de altura. Ainda não há informações sobre vítimas e danos, mas os voos sobre a região foram suspensos.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o vulcão entrou em atividade por volta das 08h05min (horário local) e as 11h05min (horário de Brasília), obrigando as autoridades a evacuarem centenas de pessoas que moram nas imediações da montanha onde fica localizado Santiaguito.

O porta-voz da Coordenadoria Nacional para a Redução de Desastres (Conred) da Guatemala, David de León, informou agora a pouco que houve uma forte explosão no Vulcão Santiaguito, mas salientou que não há risco, e que esta foi a 79ª explosão ocorrida este ano.

Ainda segundo David de León, o vulcão está em permanente atividade, sendo que o período mais crítico foi entre os meses de abril e junho deste ano, quando houve uma série de explosões de baixa intensidade.

O Instituto Nacional de Sismologia, Vulcanologia, Meteorologia e Hidrologia (Insivumeh) da Guatemala divulgou um comunicado oficial à imprensa informando que por volta das 08h05min (horário local) de hoje o Vulcão Santiaguito entrou em erupção com estrondos internos e fluxos piroclásticos, os quais desceram pelos flancos Oeste e Sudoeste da montanha.

O vulcão fica localizado no Departamento/Estado de Quetzaltenango, mas pode lançar cinzas e fumaça a uma distância considerável, podendo atingir as regiões de São Felipe, Mazatenango e Retalhuleu. A recomendação é que todos se mantenham afastados das imediações, e que cubras as caixas de água potável.

Os vulcões Santiaguito e Fuego, localizados entre os Departamentos/Estados de Escuintla e Chimaltenango, e também, o vulcão Pacaya, localizado nas proximidades de Palín, no Sul do país, são considerados os mais ativos dos 32 existentes na Guatemala.

Com informações das Agências Efe e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo