Veículo roubado no Ceará é recuperado pela polícia em MS

Foto: PMR/MS – Divulgação

Foto: PMR/MS – Divulgação

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta segunda-feira (11/04), a informação de que policiais da corporação, lotados no Batalhão Rodoviário (PMR), conseguiram apreender em Amambai, a 332 km de distância de Campo Grande, capital do Estado, um veículo utilitário que havia sido roubado em Fortaleza, capital do Estado do Ceará. Um adolescente de 17 anos que conduzia a caminhonete foi apreendido.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), as apreensões do veículo e do adolescente aconteceram na noite deste domingo (10/04), por volta das 20h05min (horário de MS), durante um patrulhamento de rotina.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, os policiais militares faziam a fiscalização quando avistaram o veículo trafegando pela cidade, e perceberam que o condutor era menor de idade. O adolescente recebeu ordens para estacionar o veículo.

Durante a abordagem, os policiais militares constataram que os lacres das placas do veículo estavam violados e apreenderam a caminhonete e o adolescente.

Os policiais militares checaram a numeração do chassi no sistema e constataram que o veículo havia sido roubado em Fortaleza, tendo a família sido mantida como refém. Todos, no entanto, haviam sido liberados logo depois do roubo.

Em depoimento informal, o adolescente disse morar em uma cidade de Minas Gerais, e que havia sido ‘contratado’ por um desconhecido para levar o veículo até o Paraguai, onde ele seria vendido. Ele disse ainda que receberia pelo ‘serviço’ uma determinada quantia em dinheiro, cujo valor ele não soube e/ou não quis informar.

O veículo foi roubado de uma residência em Fortaleza (CE) no dia 23 de março deste ano, tendo toda a família, dois adultos e duas crianças, sido mantidas como reféns por algumas horas.

Ainda não está confirmada a participação do adolescente no roubo do veículo e no sequestro das vítimas.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGP/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo