Atentado em Cabul deixa pelo menos 10 mortos e 24 feridos

Militares afegãos guardam a entrada da Embaixada da Espanha em Cabul, no Afeganistão, após o atentado que deixou pelo menos 10 mortos nesta sexta-feira (11/12) – Foto: Rahmat Gul/AP

Militares afegãos guardam a entrada da Embaixada da Espanha em Cabul, no Afeganistão, após o atentado que deixou pelo menos 10 mortos nesta sexta-feira (11/12) – Foto: Rahmat Gul/AP

O atentado com carro-bomba realizado nesta sexta-feira (11/12) nas imediações da Embaixada da Espanha em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de pelo menos 10 pessoas, e deixou outras 24 feridas, segundo informações das autoridades locais.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, citando como fontes autoridades afegãs, o alvo do ataque não foi a representação diplomática espanhola, e sim um hotel que fica localizado nas proximidades. O prédio da embaixada, no entanto, foi danificado.

No ataque terrorista morreram dois policiais espanhóis e quatro agentes afegãos que faziam a segurança da Embaixada da Espanha. Três funcionários da representação diplomática ficaram feridos.

A situação na região onde fica localizada a Embaixada da Espanha somente foi controlada no início da manhã deste sábado (12/12), após quase 12 horas de enfrentamento entre terroristas fortemente armados e membros das Forças de Segurança Afegã.

Informações preliminares revelam que todo o pessoal da Embaixada da Espanha, entre funcionários, policiais e diplomatas, foi retirado do local em segurança e levado a um local não divulgado.

O Ministério do Interior da Espanha informou que os cidadãos feridos no atentado foram socorridos e levados a um hospital. Os três já foram retirados do Afeganistão.

Já o porta-voz do Ministério do Interior Afegão, Sediq Sediqqi, disse em entrevista à Agência EFE, que três terroristas entraram no prédio da embaixada e foram mortos por militares afegãos. Um quarto terrorista morreu na explosão do carro-bomba.

Outros cinco terroristas que atacaram a região com armas, possivelmente fuzis, foram baleados, tendo três sido mortos e outros dois conseguido fugir. Os fugitivos estão sendo procurados e devem ser presos nas próximas horas.

As autoridades afegãs acreditam que o atentado foi praticado por insurgentes do Talibã, que já teria reivindicado a autoria do ataque.

O presidente da Espanha, Mariano Rajoy, disse no início da manhã deste sábado, que o ataque não foi contra a sede da Embaixada Espanhola, como foi informado em um primeiro momento. Ele confirmou a morte de apenas um policial espanhol.

Com informações das Agências AFP, EFE e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo