Furacão deve atingir litoral do México nas próximas horas e moradores se preparam para enfrentá-lo

Moradores e comerciantes se preparam para a chegada do furacão em Puerto Vallarta, no México, colocando sacos de areia para proteger a orla e impedir possíveis inundações – Foto: Rebecca Blackwell/AP

Moradores e comerciantes se preparam para a chegada do furacão em Puerto Vallarta, no México, colocando sacos de areia para proteger a orla e impedir possíveis inundações – Foto: Rebecca Blackwell/AP

Um furacão denominado de Patrícia deve atingir o litoral do México nas próximas horas. Ele foi considerado pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NOAA – sigla em inglês) como de categoria 5, o nível mais alto da Escala Saffir-Simpson, e de ‘potencial catastrófico’.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o Furacão Patrícia está sobre o Oceano Pacífico e na manhã desta sexta-feira (23/10) causou ventos de 240 km/h.

Especialistas acreditam que ele deve atingir o solo mexicano com ventos de até 325 km/h, que seriam fortes o suficiente para derrubar um avião comercial.

A Organização Meteorológica Mundial comparou o Furacão Patrícia ao tufão Haiyan, que atingiu as Filipinas em 2003, causando a morte de pelo menos 6,3 mil pessoas.

A Secretaria de Governo do México decretou estado de ‘emergência extraordinária’ em várias localidades dos Estados de Colima Nayarit e Jalisco e determinou que moradores fossem retirados de suas residências localizadas em todo o litoral.

Aproximadamente 400 mil pessoas residem em áreas consideradas vulneráveis ao furacão, e muitas não deverão ser evacuadas.

Moradores fazem fila para comprar mantimentos e água mineral antes da chegada do furacão em Puerto Vallarta, no México – Foto: Hector Guerrero/AFP

Moradores fazem fila para comprar mantimentos e água mineral antes da chegada do furacão em Puerto Vallarta, no México – Foto: Hector Guerrero/AFP

O diretor da Comissão Nacional da Água, Roberto Ramirez de la Parra, disse que “os prognósticos seguem indicando que a zona de impacto do olho do furacão será o Estado de Jalisco, e que será muito provável que este seja o mais intenso a atingir o país”.

O México normalmente enfrenta nesta época do ano tempestades tropicais vindas tanto do Oceano Atlântico quanto do Oceano Pacífico. Por precaução, moradores que residem na zona costeira do país já começaram a ser retirados de suas casas.

As autoridades mexicanas estimam em 295 mil o número de pessoas que precisam ser retiradas imediatamente de suas casas nas próximas horas. Todas serão levadas para abrigos.

O Governo do México emitiu um alerta a todos os turistas para que evitem viajar ao país, principalmente aos centros turísticos de Puerto Vallarta, em Jalisco, e Acapulco, que podem ser afetados diretamente pelo furacão.

Moradores e comerciantes de algumas cidades já iniciaram os preparativos para tentar proteger suas casas e seus estabelecimentos, colocando tapumes e sacos de areia ao redor das edificações. As residências e comércios deverão ser fechadas e evacuadas.

Há risco de inundações, principalmente em cidades localizadas no litoral. Ondas gigantes devem atingir várias cidades na zona costeira.

Com informações das Agências Reuters, AFP e EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo