Atentado a bomba mata pelo menos 2 pessoas em Cabul, capital do Afeganistão

Atentado a bomba ocorrido na tarde deste domingo (11/10) em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de uma pessoa, e deixou outras três feridas – Foto: Ahmad Massod/Reuters

Atentado a bomba ocorrido na tarde deste domingo (11/10) em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de uma pessoa, e deixou outras três feridas – Foto: Ahmad Massod/Reuters

Um atentado a bomba ocorrido na tarde deste domingo (11/10) em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de pelo menos duas pessoas e deixou outras três feridas, das quais uma em estado grave.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o atentado foi realizado com um carro-bomba, que foi lançado contra um comboio militar de tropas estrangeiras, quando este passava por uma das ruas do Bairro de Sheer Joi.

O número de vítimas deve aumentar nas próximas horas, o número de feridos graves está aumentando significativamente. Equipes de resgate já socorreram todos os feridos, que foram levados às pressas a hospitais da região.

Os corpos das vítimas que morreram foram resgatados e levados para o necrotério de um dos hospitais da cidade. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas.

Insurgentes do Talibã já reivindicaram para si a autoria do atentado, e eles disseram que o alvo do ataque era os estrangeiros, e não os civis.

O atentado ocorrido neste domingo fez com que a aparente calma em Cabul fosse “quebrada”. Desde agosto deste ano que não ocorria atentados violentos na cidade.

Imagens de TV mostraram um veículo blindado seriamente danificado, tombado, tendo ao seu lado Forças de Segurança Afegãs, que imediatamente isolaram toda a área no Bairro de Sheer Joi.

Segundo o porta-voz do Ministério do Interior, o atentado aconteceu em uma parte da cidade lotada de pessoas, e vários estrangeiros e civis afegão foram mortos e/ou ficaram feridos.

“Foi um ataque suicida cometido contra um comboio de forças estrangeiras, em uma parte da cidade lotada de gente. Há vítimas em estado grave”, afirmou o porta-voz, que preferiu não se identificar.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) confirmou o atentado, tendo o porta-voz da entidade, coronel Brian Tribus, dito as agências internacionais de imprensa que ainda não era possível dizer ao certo quantas pessoas morreram e/ou ficaram feridas no ataque, atribuído ao Talibã.

O atentado ocorre durante um período de tensão, depois que aviões dos Estados Unidos (EUA) bombardearam por engano na cidade de Kunduz, um hospital da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Com informações das Agências Reuters, AFP e EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo