Prédio histórico no Centro do Rio é decorado com ladrilhos com símbolos nazistas

O piso no chão do edifício no Rio de Janeiro possui azulejos com a suástica - Foto: Divulgação

O piso no chão do edifício no Rio de Janeiro possui azulejos com a suástica – Foto: Divulgação

Um antigo prédio histórico, com arquitetura art déco, localizado na Rua Riachuelo, próximo aos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, guarda em seus corredores uma decoração peculiar e polêmica. Os azulejos das paredes e os ladrilhos nos pisos, ao invés de flores e símbolos abstratos, possuem a suástica nazista.

Atualmente o Edifício Victor é residencial, ocupado por moradores que compraram legalmente os respectivos apartamentos, mas anteriormente era um hotel. A descoberta desses símbolos foi feita pela pesquisadora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Vanessa Leite, que adquiriu um desses apartamentos em 2008, mas que somente agora começou a olhar mais detalhadamente sua decoração.

Segundo a pesquisadora Vanessa Leite o piso e os azulejos nas paredes com a suástica costuma causar perplexidade e comoção nas pessoas que entram no prédio.

Ela contou a equipe de reportagem que uma amiga alemã que se hospedou em sua casa ficou perturbada com os desenhos no chão e nas paredes, e que vários amigos que a visitam acham estranho o símbolo nazista no prédio.

“Os amigos acham estranho, mas a gente acaba se acostumando, considerando esses desenhos como algo pitoresco”, disse Vanessa Leite.

Um edifício da Marinha dos EUA em San Diego foi construído em forma de suástica. Israel exigiu a demolição imediata do prédio – Foto: Divulgação

Um edifício da Marinha dos EUA em San Diego foi construído em forma de suástica. Israel exigiu a demolição imediata do prédio – Foto: Divulgação

Ela argumenta que além do nazismo, que teve a suástica como seu principal símbolo, os ladrilhos e azulejos com o desenho possui uma dimensão histórica que deve ser preservada, e que foi colocada no prédio em um contexto que talvez nada tenha a ver com o passado da Alemanha Nazista.

O prédio foi construído nos anos 1920, antes da ascensão do nazismo, para ser um hotel. Gosto de pensar que não há motivação política, mas apenas uma infeliz coincidência”, afirmou a pesquisadora da Uerj.

Já o historiador Mário Moraes de Albuquerque lembra que não é somente este prédio no Rio de Janeiro que possuiu a suástica em sua decoração. “Outros também possuem, como a Igreja São José, no centro da cidade”.

Para ele, o símbolo da suástica é anterior ao nascimento de Adolf Hitler, e exista em prédios e monumentos na Índia, na China, e em vários outros países, como por exemplo, um prédio localizado em San Diego, nos Estados Unidos (EUA), construído em foram de suástica, e que pertence a Marinha.

O Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) informou que o edifício não é um imóvel tombado, e que, portanto, deve ser preservado, mas que somente sua fachada é considerada histórica e tombada, não podendo ser modificada.

Já o porteiro do prédio, José Macedo, disse que o imóvel foi construído por um arquiteto espanhol, e que com frequência o síndico costuma ceder suas dependências para locações de filmes e novelas.

Para ele, os símbolos nazistas na decoração do edifício não o incomodam, porque a Segunda Guerra Mundial não é de sua época e, portanto, não existe nenhum significado especial.

Com informações dos Portais UOL e Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo