Ataque a Parlamento deixa pelo menos 7 morto em Cabul, no Afeganistão

Ataque terrorista atinge prédio do Parlamento em Cabul, no Afeganistão – Foto: Shah Marai/AFP

Ataque terrorista atinge prédio do Parlamento em Cabul, no Afeganistão – Foto: Shah Marai/AFP

Um ataque ocorrido na manhã desta segunda-feira (22/06) contra o Parlamento Afegão, em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de pelo menos sete pessoas, e deixou outras 32 feridas, segundo informações das autoridades locais. Entre os mortos está um suspeito de ter participado do atentado.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, o ataque aconteceu quando a emissora local transmitia, ao vivo, uma sessão do parlamento, tendo uma bomba sido jogada dentro do prédio.

Uma forte explosão causou pânico nas pessoas que estavam no local e, que assustadas, saíram correndo em direção as portas. Ao chegarem na rua, um carro que estava estacionado próximo ao edifício também explodiu, causando mais vítimas.

Em nota distribuída à imprensa, as autoridades afegãs atribuíram o ataque aos insurgentes do Talibã, que tentam retomar o poder no país.

Segundo o porta-voz do Ministério do Interior Afegão, Najib Danish, sete pessoas participaram do ataque ao prédio do Parlamento, tendo seis terroristas sido mortos pelas Forças de Segurança.

“O ataque acabou. Eram sete criminosos: um se matou ao explodir um carro perto do edifício do Parlamento e seis foram mortos pelas forças de segurança depois que entraram em prédio próximo”, disse Najib Danish em entrevista exclusiva concedida a Agência de Notícias AFP.

Já a Agência de Notícias Reuters informou que testemunhas disseram ter ouvido várias explosões dentro do prédio, e que viram vários parlamentares saindo do local às pressas.

No edifício do Parlamento Afegão existe um depósito de armas e munições pertencente as Forças de Segurança. Não há informações sobre os danos causados ao prédio.

O porta-voz do Ministério da Saúde Pública do Afeganistão, Ismail Kawusi, disse em entrevista à Agência de Notícias EFE, que 18 civis ficaram feridos no ataque, e que todos foram socorridos e encaminhados ao Hospital Istiqlal, próximo ao Edifício do Parlamento. Entre as vítimas estão três mulheres e duas crianças.

Segundo as autoridades locais, os deputados afegãos iriam tratar nesta segunda-feira, da nomeação de Masoum Stanekzai como novo ministro da Defesa do país.

Com informações das Agências Reuters, AFP e EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo