Desabamento de prédios deixa 6 mortos e 12 feridos em Marselha, no Sul da França

Três edifícios desabaram na última segunda-feira (05/11) em Marselha, no Sul da França, deixando pelo menos 6 mortos, 12 feridos e 34 desabrigados. As causas do desabamento ainda serão investigadas pelas autoridades policiais competentes.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, os desabamentos aconteceram na manhã de segunda-feira (05/11), por volta das 09h05min (horário local), na Rua Aubagne, no Bairro de Nouailles, um dos mais populares de Marselha. Na região existem muitos edifícios antigos e históricos, e em péssimas condições de conservação.

Prédios desmoronam em bairro de Marselha, no Sudeste da França, deixando 6 mortos e 12 feridos — Foto: Gerard Julien/AFP

As autoridades policiais acreditam que oito pessoas estavam em um dos prédios, sendo cinco moradores e três visitantes. O número de desparecidos ainda é incerto.

Equipes de emergência, formadas por policiais, bombeiros e paramédicos foram mobilizadas e rapidamente chegaram aos locais dos desabamentos, que foram isolados e cercados.

As equipes permanecem no local vasculhando os escombros em busca de mais vítimas. As chances de se encontrar alguém ainda com vida são remotas.

Até o momento foram recuperados de seis pessoas, sendo quatro homens e duas mulheres. Ainda não há conformação de crianças entre as vítimas.

O procurador de Marselha, Xavier Tarabeus, disse em entrevista coletiva que as equipes de resgate suspeitam que duas pessoas ainda permanecem sob os escombros. A prioridade é encontrar essas vítimas.

Bombeiros fazem buscas nos escombros de prédios que desabaram em Marselha, no Sul da França — Foto: Jean-Paul Pelissier/ Reuters

Testemunhas disseram que dois imóveis desabaram primeiro simultaneamente, sendo que um estava desocupado, e que logo em seguida o terceiro também ruiu, levantando uma densa camada de poeira.

Antes do terceiro prédio desabar, todos os moradores conseguiram deixar o local sãos e salvos.

As autoridades de Marselha disseram que um dos prédios antigos estava desocupado e abandonado, com portas e janelas bloqueadas com tapumes de madeira para impedir a entrada de pessoas não autorizadas.

Um dos bombeiros que atendeu a ocorrência, e que preferiu permanecer no anonimato, disse que o terceiro prédio desabou, quando ele e os colegas trabalhavam no resgate das vítimas dos dois primeiros prédios.

Os desmoronamentos desestabilizaram as outras edificações próximas, dificultando o trabalho das equipes de resgate e dos bombeiros. Por precaução, alguns prédios próximos foram esvaziados.

Autoridades policiais francesas e técnicos em infraestrutura estão avaliando os danos causados as demais edificações e analisando o que pode ter provocado o colapso dos prédios, descritos pelos moradores como sendo uma área de edificações deterioradas com a ação do tempo e com o descaso dos proprietários. Todas as edificações na região precisam urgentemente de manutenção.

Com informações das Agências AFP, EFE e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo