Tempestades atingem a Itália e deixam um rastro de destruição e mortes

As fortes tempestades que desde sexta-feira (02/11) vem atingindo a Itália já causaram a morte de pelo menos 29 pessoas e deixaram um rastro de destruição pelo país, principalmente na Ilha da Sicília. O número de desparecidos ainda é incerto.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as chuvas torrenciais provocaram deslizamentos de terra, inundações e alagamentos, quedas de árvores e postes de energia elétrica, além de transbordamentos de rios.

Turistas podem ser vistos atravessando a Praça de São Marcos alagada, em Veneza, na Itália — Foto: Luca Bruno/AP

As autoridades italianas já confirmaram a morte de 12 pessoas na Ilha da Sicília. Já na Região de Palermo, capital da Sicília, o número oficial de vítimas fatais é de 10 pessoas.

O porta-voz da Prefeitura de Palermo informou que algumas pessoas ainda permanecem desaparecidas, mas que as equipes de resgate continuam procurando por elas, apesar do mau tempo na região.

Outras duas pessoas morreram na cidade siciliana de Agrigento, quando o carro em que viajavam foi atingindo por um deslizamento de terra. Ambas morreram na hora, não podendo ser salvas pelos socorristas.

A Agência de Proteção Civil da Itália informou que o número de mortes provocadas pelo mau tempo no país chegou a 17, excluindo as mortes na Sicília.

Carro é arrastado pela forte correnteza provocada por inundações na região de Palermo, Itália — Foto: Guglielmo Mangiapane/Reuters

Nas redes sociais, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse na manhã deste domingo (04/11) que pretende viajar ainda hoje para a Sicília, para verificar de perto os estragos causados pelos fortes temporais.

O primeiro-ministro disse ainda que a situação é dramática no Norte do país, com dezenas de desabrigados. As chuvas torrenciais e os fortes ventos estão castigando a Itália por vários dias seguidos, arrancando centenas de árvores pela raiz e deixando isoladas várias aldeias.

As autoridades italianas confirmaram agora a pouco que várias estradas estão bloqueadas no Norte do país, principalmente em Trentino e Veneto, que se encontram isoladas.

No sábado (03/11), o governador de Veneto, Luca Zaia, disse que os danos causados pelas tempestades na região já somam cerca de 1 bilhão de euros.

Com informações das Agências Reuters e France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo