EB-5 é um dos vistos mais baratos, e seguros, para quem quer morar legalmente nos EUA

Ariel Yaari – Foto: Arquivo Pessoal

O EB5 acaba sendo a forma mais barata, rápida e direta de se chegar ao sonho americano. Uma vez aprovado ele vai direto para o Green Card e já contempla o cônjuge e filhos com idade até 21 anos e solteiros. Hoje tem demorado mais ou menos 18 meses para conseguir a aprovação.

No geral é um programa de muito sucesso. É claro que há históricos de fraudes, mas quando se compara o número de aplicantes e aprovados em relação a ocorrências negativas, não chega a 2%.

Dispor da quantia de U$500 mil para obter a permanência pode assustar um pouco, mas refletindo melhor, este dinheiro acaba sendo um investimento, porque ele sempre retorna para o bolso do empresário, muitas vezes com uma excelente taxa de juros.

Existem alguns mitos e histórias que cercam esse visto. Há quem pense que basta ter o valor necessário para “comprá-lo”. Não é assim que funciona. É preciso beneficiar um projeto e o aporte deve gerar pelo menos dez novos empregos.

Mesmo com a taxas administrativa do governo, custo de honorários advocatícios e tradução de documentos, é a forma mais barata de conquistar o Green Card.

E a chave do sucesso está em saber escolher um projeto que pertença a grupos confiáveis, como cotas de hotéis da Driftwood, por exemplo, que possuem um histórico de 100% de entrega.

Os investidores começam a receber a partir do momento em que o hotel tem fluxo de caixa positivo e disponibilidade de recurso para fazer a distribuição. Quem optou pelo Loan, uma forma de empréstimo dos recursos, que oferece uma taxa de 1 a 2% ao ano, vai começar a contar com a remuneração, corrigida, a partir do momento em que a plataforma tiver acesso ao recurso.

Mas para aqueles que têm um pouco mais de apetite a riscos e, ao mesmo tempo, buscam uma remuneração maior, há a possibilidade de optar pelo Equity, tornando-se sócio do hotel, e com isso recebendo rentabilidade projetada de até 8,5% ao ano em dólar, o que é um excelente investimento. E o investidor normalmente já começará a receber recursos, entre seis meses e um ano após a inauguração do hotel, passando a receber trimestralmente.

O sucesso de uma aplicação EB-5 está na escolha do projeto onde os recursos serão aportados. É fundamental encontrar um projeto cujo histórico das empresas envolvidas, deem segurança e perspectiva clara de onde sairá o dinheiro a ser devolvido ao investidor.

No caso do Loan, a quantia vai direto para uma Escrow Account, uma conta fiduciária, e fica lá até que a empresa receba o protocolo do processo desse investidor. Se não conseguir a aprovação, ocorre a devolução dos U$500 mil.

No caso do EB-5 Equity, o dinheiro é aportado direto na conta do projeto porque nesse caso ele vira sócio e a plataforma tem acesso a 100% a esse recurso.

Muitos perguntam sobre qual seria a melhor opção, mas se trata de uma decisão muito pessoal. É interessante porque basicamente metades dos investidores optam pelo Loan e metade pelo Equity.

Há quem opte também por outros tipos de visto, que possuem valores mais acessíveis em um primeiro momento, mas ao final do processo, é possível notar que o barato saiu caro.

Driftwood Acquisitions & Development

A Driftwood Hospitality tem um histórico comprovado de sucesso na aquisição e desenvolvimento de mais de 100 hotéis. A empresa é um dos dez maiores operadores de hotéis dos Estados Unidos, administrando mais de 50 hotéis em todos os EUA, com mais de 9.500 quartos, 4.500 funcionários. Além disso, conecta empresas norte-americanas que buscam levantar capital a investidores estrangeiros em busca de residência nos Estados Unidos através do visto EB-5, criando um sistema que beneficia ambas as partes. Para mais informações, acesse – http://www.dadlp.com/inicial/

*Ariel Yaari é especialista em investimentos nos Estados Unidos. Estudou em escolas com a metodologia Waldorf, com base em Antroposofia. É graduado em Administração de Empresas, pós-graduado em Planejamento e Marketing de Turismo pelo SENAC. Possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. Participou de cursos livres em Cambridge e Israel. Vivendo em Miami desde agosto de 2014, está atualmente assessorando empresários em oportunidades de investimento e assessorando em processos de imigração. http://www.linkedin.com/in/arielyaari/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo