Com vôlei no DNA, Cristiano Torelli ressalta carreira de sua mãe no esporte

O jovem levantador, que atuou pelo Montes Claros Vôlei na temporada 2017/18, começou a jogar com 11 anos e o histórico familiar na modalidade influenciou em sua escolha

Cristiano Torelli comemora com a equipe – Crédito: Gisa Alves

“O vôlei já estava em minha vida antes mesmo de saber o que era”. Foi desta forma que o esporte surgiu na vida de Cristiano Torelli. O levantador, que defendeu o Montes Claros Vôlei na temporada 2017/18, deu seus primeiros passos na modalidade quando tinha apenas 11 anos, e tudo começou por influência de sua mãe, Margareth Torelli. Mais conhecida como Eth, ela foi bicampeã da Superliga e acumulou passagens pelos principais clubes brasileiros, além de experiência internacional em times italianos.

Além de sua mãe, Cristiano tem outros familiares com relação direta com o esporte. “O vôlei está na minha vida desde sempre. Minha mãe e minha tia, Jaqueline Torelli, foram atletas profissionais e meu pai, Cláudio Mello Tavares, trabalhou como preparador físico de algumas equipes. Comecei a jogar quando minha mãe abriu uma escolinha de vôlei no colégio onde eu estudava. Não sei se o fato dela ter jogado influenciou na minha decisão de ser profissional, mas ela foi a responsável por me introduzir no esporte. Quando era mais novo, jogava futebol, tênis, basquete e sempre fui muito eclético nos esportes, por isso, nunca tive nenhuma pressão para seguir carreira”, diz o jogador.

Cristiano Torelli comemora mais um ponto para sua equipe – Crédito: Gisa Alves

No período de iniciação ao esporte, Cristiano passou por todas as posições, no entanto, foi como levantador que se firmou, mesma função em que sua mãe construiu uma carreira vitoriosa.  “No começo cheguei a jogar em todas as posições. Quando você ainda está se encontrando e não sabe muito bem o que cada posição faz, acaba atuando em todas. Porém, logo na transição do mirim para o infantil passei a jogar como levantador e foi a posição que me identifiquei, me destaquei e me profissionalizei”, comenta o atleta.

Cristiano não tem muitas lembranças da época em que sua mãe era jogadora. A recordação mais marcante foi quando ela conquistou o título da Superliga 2011/12 pela equipe de Osasco, que na época se chamava Sollys/Nestlé. “A minha mãe teve uma carreira brilhante. Foram 27 anos como profissional e um currículo admirável. Não me lembro de muita coisa dela em quadra e fico triste por isso. Na época que ela jogava, eu gostava de ficar jogando futebol durante os treinos dela. Ela encerrou a carreira e ficou dois anos parada, mas depois foi chamada para jogar novamente. Neste retorno, eu já jogava vôlei, e foi no ano que ela foi campeã da Superliga por Osasco. Assistir àquilo entendendo um pouco mais do esporte foi muito bacana”, afirma Cristiano.

Cristiano Torelli faz o levantamento – Crédito: Gisa Alves

Cristiano revela que sua mãe acompanha de perto sua carreira e sempre passa conselhos por ter jogado na mesma posição. “Em todos os jogos que ela vê pela TV ou está no ginásio, quando a partida termina, vem com um resumo falando sobre todos os detalhes que considerou importantes. Ela sempre me fala o que achou do meu desempenho, o que posso melhorar e o que gostou. É muito legal poder contar com a experiência dela e é raro ter isso em casa”, finaliza o levantador.

Cristiano Torelli Mello Tavares está com 21 anos, tem 1,92m e, mesmo jovem, já possui conquistas relevantes. Ele é tricampeão do Metropolitano Juvenil (2012, 2013 e 2014), campeão da Copa Olympico Infantojuvenil (2013), campeão mineiro infantojuvenil (2012), campeão Metropolitano e da Copa Sesc, ambos no infantojuvenil (2012). E, em 2015, foi campeão da Superliga B com o Sada Cruzeiro Unifemm. Pela categoria profissional, o atleta foi bicampeão do Mineiro, em 2015 e 2016, campeão do Mundial de Clubes em 2016 e campeão da Superliga em 2015/16, vestindo a camisa do Sada Cruzeiro em todos títulos.

Fonte: Zenit Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo