Arqueólogos encontram 6 múmias próximo a Luxor, no Sul do Egito

Arqueólogos egípcios trabalham em sarcófago de madeira descoberto em uma tumba de 3,5 mil anos em Abu el-Naga, próximo a Luxor, no Egito – Foto: Stringer/AFP

Um grupo de arqueólogos egípcios e franceses descobriu este mês no Vale dos Reis, próximo a cidade de Luxor, no Sul do Egito, cerca de seis múmias, além de sarcófagos e outros objetos que pertenceram a altas autoridades do tempo dos faraós.

A importante descoberta foi anunciada nesta terça-feira (18/04) pelo Ministério das Antiguidades do Egito, que afirmou ainda que foi necessária reforçar a segurança no local para evitar saques.

Foram encontrados sarcófagos de madeira com cores vivas, além de pequenas figuras funerárias, vasos, jarras e outros objetos, que estão sendo analisados e embalados, para serem levados a museus egípcios.

Segundo informações das autoridades egípcias, o túmulo fica localizado no Vale dos Reis, próximo a cidade de Luxor, região considerada por muitos como sendo um museu a céu aberto.

Acredita-se que o túmulo pertence a Userhat, um magistrado da 18ª dinastia (1550 – 1295 A.C.), que possuía o título de “juiz da cidade”. Arqueólogos acreditam que o local foi reutilizado séculos depois, sob a 21ª dinastia, para abrigar outras múmias.

Arqueólogo mostra artefato descoberto em tumba de 3,5 mil anos em Abu el-Naga – Foto: Stringer/AFP

Foi uma surpresa encontrar tantos elementos dentro: utensílios de argila com o nome do proprietário do túmulo, vários sarcófagos e múmias, assim como mais de mil ‘ushebti’, pequenas estatuetas funerárias que eram colocadas nos túmulos para substituir o morto nas tarefas do além”, disse o ministro das Antiguidades, Khaled Al Anani, durante uma visita ao túmulo.

É uma descoberta importante, e não está terminada“, concluiu Anani.

Já o porta-voz do Ministério das Antiguidades do Egito, Nevine El Aref, disse em entrevista coletiva concedida à imprensa, que ao todo foram encontradas seis múmias, mas que podem haver mais no local.

Há seis múmias, mas há outros fragmentos que indicam que pode haver outras no futuro“, afirmou Nevine El Aref.

O Governo do Egito aprovou recentemente vários projetos arqueológicos visando realizar novas e importantes descobertas na região do Vale dos Reis.

Com informações da Agência France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo